Adsumus: Justiça nega pedido de soltura do suposto operador de Ricardo Machado

A Justiça negou o pedido de soltura do empresário da axé music Manoel de Andrade Barreto, preso pela Operação Adsumus. O empresário que é dono do camarote na Barra, o Axezeiro e farmácias no bairro. Ele é apontado como operador das propinas desviadas de contratos de eventos e shows firmados sem licitação pela prefeitura de Santo Amaro durante a gestão de Ricardo Machado (PT), preso sob a acusação de comandar o braço político do esquema. Na decisão, o juiz Gustavo Teles Veras Nunes, de Santo Amaro, diz que, caso estivesse livre, Barreto “teria facilidade em continuar a articulação destinada à dissimulação dos ativos ilícitos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *