Após tropeços e triunfo, Bahia vai encerrar maratona de duelos diretos contra o Z4

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
LinkedIn

O calendário do Bahia vem agitado desde o início de setembro, com uma sequência quase ininterrupta de confrontos diretos contra a zona de rebaixamento do Brasileirão. Mas a maratona vai, enfim, dar uma trégua. Neste fim de semana, o Esquadrão enfrenta o último adversário do fim da tabela – ao menos, por um tempo: o Goiás.

A partida está marcada para o próximo sábado (7), às 16h, no estádio da Serrinha, pela 26ª rodada da Série A. Será o quarto rival do Z6 em cinco partidas seguidas. Antes, a dura jornada de ‘jogos de seis pontos’ teve encontros com o Vasco (17º colocado, com 26 pontos), o Coritiba (20º, com 17 pontos) e o Santos (15º, com 27). E o retrospecto preocupa.

Foram duas falhas ao longo dessas missões, ambas em casa: empate em 1×1 com o cruz-maltino – que marcou a despedida do técnico Renato Paiva – e a derrota por 2×1 para o Santos. Entre os dois duelos, um alento: o Bahia ganhou do Coritiba por 4×2, fora de casa. Ainda houve a derrota para o Flamengo por 1×0, no Maracanã, mas o rubro-negro é o 5º e briga na primeira metade da tabela.

Para sair do sufoco

Neste momento, o Bahia é o 18º colocado, com 25 pontos, enquanto o Goiás tem 27 e é o primeiro fora do Z4. Ou seja, se ganhar, o tricolor vai aos 28 e já garante ao menos uma posição a mais, superando o próprio Esmeraldino.

Já o Peixe é o 15º, com 27 pontos, e precisa ser derrotado para que o Bahia ultrapasse. No domingo (8), às 16h, o alvinegro terá um confronto duro: clássico contra o Palmeiras, o 4º colocado, na Arena Barueri.

No primeiro turno, Bahia e Goiás empataram em 1×1 na Arena Fonte Nova, em um duelo morno e com poucas oportunidades. Everaldo abriu o placar e Bruno Melo deixou tudo igual, ainda no primeiro tempo.

Depois de pegar o Esmeraldino, o tricolor só enfrentará um rival do Z6 do Brasileirão na penúltima rodada: o América-MG, atualmente o 19º, com 18 pontos. Já os próximos dois desafios serão em casa, e contra equipes do meio da tabela: Internacional (14º) e Fortaleza (9º).

Veja também: