Bebê morre e 3 irmãos ficam feridos em ataque de abelhas. Saiba como socorrer uma vítima

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Um bebê de um ano morreu e três irmãos dele – de 2, 5 e 9 anos – ficaram feridos, na quarta-feira (20), após serem atacados por um enxame de abelhas, no bairro de Sussuarana, em Salvador.

Uma das crianças, que está internada no Hospital Geral Roberto Santos com os outros dois irmãos, contou que uma bola teria atingido as abelhas, enquanto eles brincavam.

“A gente tava brincando de bola. A bola caiu em cima da abelha. Quando a gente foi pegar ela, a abelha atacou. A gente saiu correndo”, relatou Edvan, de 9 anos.

Conforme o menino, após o início do ataque, um tio teria tentado socorrer eles, mas também foi picado. Em seguida, um vizinho teria jogado água nos animais e conseguiu afastar as abelhas.

As crianças foram levadas para o hospital, mas o bebê não resistiu aos ferimentos. Ele será enterrado nesta quinta-feira (21). Já os outros três, que estão internados, passam bem. Os meninos estão em observação.

Segundo uma vizinha das crianças, que estava com elas no hospital, os meninos são moradores do Bairro da Paz, mas no dia do ataque estavam na casa da avó, em Sussuarana.

Confira o que fazer para socorrer uma vítima de ataque de abelhas

Ataque de abelhas é algo muito perigoso e saber como socorrer a vítima pode tanto salvar a sua vida quanto amenizar a dor. É preciso ter alguma noção de como proceder nesses momentos e de como evitar que eles aconteçam.

Veja agora algumas dicas do que deve ser feito em caso de um ataque de abelhas e como evitar este inconveniente.

Como evitar um ataque de abelhas

Locais habituais das colmeias: Existem alguns locais que são clássicos para que as abelhas montem as suas colmeias. Buracos nas paredes, postes e árvores ocos, casas abandonadas e até na beira de edifícios ou dos de telhados das casas tradicionais são os lugares mais “requisitados”.

Evite esses lugares: Se você já sabe que em determinado lugar existe uma colméia de abelhas, evite o local. Não tente passar nem correndo pela região, pois pode intimidar os insetos e causar um grande ataque de abelhas.

Não chame a atenção: Para não causar o interesse ou mesmo a fúria das abelhas, as sugestões são não interagir com elas, não atacá-las e, se possível, evitar perfumes ou produtos que transmitam um cheiro forte.

Fuja: Você evitou, mas não deu, as abelhas notaram a sua presença. O que deve ser feito? Corra, corra que nem Forrest Gump. Se conseguir, corra dentro de alguma plantação realizando zig-zag. E só pare quando tiver certeza absoluta que elas não estão mais atrás de você.

Água: Não tem um plantação por perto nem um ambiente aberto que permita a corrida? Se tiver algum rio ou piscina, mergulhe. Uma das formas mais clássicas de evitar um ataque desses é indo para baixo da água.

O que fazer em caso de ataque de abelhas

Picadas: Se você sofreu apenas uma picada, o ideal é remover o ferrão o mais rápido possível com uma pinça e lavar a região com álcool. Coloque um gelo no local ferido, para não inchar muito. Se você não for alérgico, não sofrerá nenhuma complicação a mais.

Proteja a cabeça: Se sofrer um ataque de abelhas, o mais importante é proteger a sua cabeça. Os efeitos das picadas ao longo do corpo não costumam ser tão graves. Em casos mais desesperados, tire a sua camisa e coloque em torno do rosto.

Casos mortais: A picada de uma abelha pode ocasionar algo mais grave, como a morte, se a pessoa tiver alergia ao inseto ou se forem muitas as picadas. Nesse caso, não tente tirar cada ferrão: chame imediatamente o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) ou, se possível, leve a pessoa ao hospital.

A abelha: Para garantir e evitar qualquer complicação, recolha uma amostra do inseto que efetuou a picada. Isso poderá facilitar o trabalho dos médicos.

Os efeitos: Os principais efeitos da picada em uma pessoa são a dor aguda, queimação e sentimento de calor na região e em alguns casos, dependendo da intensidade, um choque.

Deu pra notar que esses insetos são barra pesada, não é? Não dá para dar chance ao azar. Evite o ataque de abelhas e garanta a sua integridade física.

Veja também: