Bolsonaro enviará comitiva a Israel em busca de spray que ele diz não saber o que é

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta terça-feira (2) que enviará a Israel, no sábado (6), um grupo de dez pessoas em busca de um spray que ele afirma não saber o que é e que “parece um produto milagroso”. Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, a comitiva será chefiada pelo ministro Ernesto Araújo (Relações Exteriores).

Há, atualmente, 35 pesquisas em humanos avaliando 22 possibilidades de drogas contra Covid-19 aplicadas por inalação feita em hospital. O estudo de Israel com o spray nasal EXO-CD24, citado pelo presidente, é um dos mais iniciais entre os registros de pesquisas clínicas.

De acordo com a Folha, a chamada fase 1 do EXO-CD24 começou no fim de setembro do ano passado e, oficialmente, seria concluída apenas em 25 de março.

As informações são da base internacional Clinical Trials, que reúne dados sobre experimentos de medicamentos, diagnósticos e vacinas com pessoas no mundo todo.

A droga ​está sendo testada para Covid-19 com 30 voluntários e, por enquanto, não há resultados publicados em artigo científico nem da fase 1, que ainda não está oficialmente concluída.

“Todas as tratativas foram feitas. Acordos, memorandos. A gente vai, o pessoal nosso que vai sendo chefiado pelo ministro Ernesto Araújo, das Relações Exteriores, vai ter encontro com Binyamin Netanyahu​, que é o primeiro-ministro, vai no hospital, vai no laboratório”, disse Bolsonaro a apoiadores que o aguardavam no Palácio da Alvorada.

Na conversa, diz a Follha, gravada e publicada por um canal simpático ao presidente na internet, Bolsonaro afirmou que há acertos para que a fase 3 de testes seja realizada aqui.

“Está tudo acertado para isso, não quer dizer que vai acontecer, mas está tudo acertado. O pessoal vir para cá [sic], é dada entrada na documentação na Anvisa para que a fase 3 venha a ser feita em forma experimental no Brasil. E como é para ser usado em quem está hospitalizado, quem está em UTI, eu acho que não tem problema nenhum usar esse spray no nariz do cara”, afirmou o presidente.

A viagem ocorrerá em meio ao pior momento da pandemia de Covid-19 no país, falta de leitos e com apenas 3,36% da população vacinada com a primeira dose, o

O Brasil registrou 1.726 mortes por Covid-19 nesta terça, o maior número diário de vidas perdidas de toda a pandemia. O país também registrou, pelo quarto dia consecutivo, a maior média móvel de óbitos pela doença, 1.274. A média de mortes já está há 41 dias acima de 1.000.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *