Cachoeira: Terreiro Ilê Axé Icimimó Aganjú Didê é tombado como Patrimônio Cultural Brasileiro

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
LinkedIn

Nessa quinta-feira (29) o Terreiro Ilê Axé Icimimó Aganjú Didê, localizado em Cachoeira, foi tombado como Patrimônio Cultural Brasileiro. O reconhecimento se deu durante a 103ª Reunião do Conselho Consultivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em Brasília (DF).

Tombado como Patrimônio Imaterial da Bahia, desde 2014, o Terreiro Ilê Axé Icimimó Aganjú Didê foi fundado em 1916 por Judith Ferreira do Sacramento, que foi iniciada por João da Lama.

Situado em um platô na localidade da Terra Vermelha, é uma Casa de Santo da Nação Nagô, sendo um dos ícones de resistência à intolerância religiosa em momento crucial da história de Cachoeira.

Nas rede sociais membros do terreiro comemoraram o tombamento; “Família Icimimó, é com muito orgulho e alegria que informamos que o Ilê Axé Icimimó Aganju Didé foi tornado Patrimônio Cultural Brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN)”.

Veja também: