Deputado bolsonarista Capitão Alden é suspenso da Assembleia Legislativa da Bahia por 30 dias

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Os deputados da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) aprovaram, nesta terça-feira (21), a suspensão do mandato do parlamentar bolsonarista Capitão Alden (PSL) pelo período de 30 dias. A punição ocorre depois de ele acusar, sem provas, que colegas teriam recebido R$ 1,6 milhão da prefeitura de Salvador.

 

A suspensão do mandato foi aprovada por 40 votos favoráveis contra três contrários. O parecer acatado pelos parlamentares foi apresentado pela Comissão de Ética da Al-Ba. Ela indica que o deputado cometeu os crimes de calúnia e difamação, além de ter quebrado o decoro parlamentar.

A deputada estadual Talita Oliveira (PSL), colega de partido do Capitão Alden, que se recusou a assinar a representação contra o deputado no Conselho de Ética, pois “seria como desapontar a quem defende as mesmas bandeiras”, não compareceu à votação.

Veja também: