Em audiência proposta por Marcinho Oliveira, Tum será cobrado por crise na região sisaleira

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
LinkedIn

A crise que atinge a economia do sisal na Bahia será tema de uma audiência pública realizada nesta terça-feira (07), a partir das 9h, na Assembleia Legislativa. A reunião, proposta pelo líder do União Brasil na Casa, deputado Marcinho Oliveira, irá debater soluções para o problema e cobrar do governo do Estado medidas que estimulem o segmento. O secretário estadual de Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura, Tum, confirmou presença.

A audiência, promovida conjuntamente pelas comissões de Agricultura e Política Rural e de Infraestrutura e Desenvolvimento Econômico, também contará com a participação de prefeitos da região sisaleira. “Esperamos que o secretário apresente soluções objetivas para estimular esse setor tão importante da nossa economia, que gera emprego e distribui renda para milhares de baianos. Uma das alternativas seria reduzir os impostos estaduais dos fios naturais, feitos de sisal, como forma de aquecer o a produção”, afirmou Marcinho.

O setor sisaleiro enfrenta problemas por conta da falta de oferta e procura da matéria-prima, bem como a desvalorização e questões relacionadas ao Ministério Público do Trabalho. O deputado sugeriu ainda medidas como novas linhas de crédito para o segmento, além de investimento em pesquisas e desenvolvimento.

“A empresa chinesa BYD, por exemplo, que vai se instalar em Camaçari, poderia ser estimulada pelo Estado a absorver os fios naturais para fazer painéis e estofados dos veículos”, disse Marcinho, que é natural de Santaluz, município da região sisaleira onde já foi vice-prefeito.

Veja também: