Em áudio vazado, ministro do TCU insinua insatisfação militar com momento político e fala golpista repercute

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
LinkedIn

Em um áudio vazado, o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Augusto Nardes, insinua uma insatisfação de militares com atual momento político do país.

Depois do vazamento, Augusto Nardes protocolou um pedido de licença médica no Tribunal de Contas da União. Também divulgou nota para dizer que foi mal interpretado e que repudia manifestações golpistas e antidemocráticas. Ao se explicar, na nota, Nardes afirmou que se tratava de um áudio “despretensioso”, enviado a amigos “apressadamente” em um grupo de aplicativo.

Já na gravação, que foi divulgada na noite do último domingo (20) pelo jornal Folha de S.Paulo, Nardes sugere que as Forças Armadas estariam prestes a dar um golpe. O ministro afirma que ser “questão de horas, dias, no máximo, uma semana, duas, talvez menos do que isso”, para um “desenlace bastante forte na nação, (de consequências) imprevisíveis, imprevisíveis”.

No áudio, Nardes citou o presidente Jair Bolsonaro (PL), que perdeu as eleições e enfrentaria um ferimento na perna, mas que “certamente terá condições de enfrentar o que vai acontecer no país”. A gravação foi direcionada a um grupo de pessoas do agronegócio.

Veja também: