Lídice defende fortalecimento de centrais de negócios do setor supermercadista

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Presidente da Central Mix Bahia, que congrega 39 empreendimentos mantidos por 33 empresários, Josué Teles explanou a Wagner e Lídice a situação em que se encontra o setor e pediu incentivos do Governo do Estado para o fortalecimento dos pequenos e médios supermercados. “É um setor que movimenta R$ 18 bilhões por ano na Bahia e hoje contamos com 12 centrais de negócios no Estado, sendo quatro no interior e oito na capital. Essas centrais geram mais de 10 mil empregos diretos e indiretos”, ressaltou.
O titular da SDE pediu que eles apresentem os modelos de parceria entre as centrais e os governos, adotados em outros estados e disse que apresentará uma proposta que será levada ao governador Rui Costa.
Para a senadora Lídice da Mata, o fortalecimento dos empresários de pequeno e médio portes contribui para a geração de emprego e renda, sobretudo em áreas periféricas de pequenas e grandes cidades, que não são contempladas com grande redes de supermercados.

Veja também: