Lula diz que Brasil não deve “depender eternamente” de Bolsa Família

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
LinkedIn

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou em cerimônia no Palácio do Planalto, nesta segunda-feira (22), que não quer que o Brasil seja “eternamente” dependente do programa Bolsa Família.

O comentário foi feito durante o lançamento do novo programa do governo batizado de “Acredita”, uma iniciativa de reestruturação do mercado de crédito no Brasil. O plano prevê novas medidas de crédito e renegociação de dívidas para pequenos negócios.

“A gente não quer um país de gente muito rica e gente muito pobre. Se possível, a gente quer um país em que você tenha uma classe média sustentável, que tenha um padrão de vida digno, decente, com escola, com cultura, com salário, em que as pessoas possam jantar no restaurante no fim de semana, almoçar, que elas possam fazer uma viagem. É esse país que nós sonhamos. Nós não queremos um país que eternamente dependa de um Bolsa Família, que eternamente dependa de um vale-gás”, afirmou Lula.

Ainda em coletiva, o petista disse que “banco não foi preparado para receber pobre, banco não foi preparado para receber pessoas que chegam lá de sandália (não vou dizer o nome da sandália para não fazer propaganda), as pessoas que não chegam de terno e gravata, que não chegam bem vestidas”, completou.

Veja também: