Mais de 400 prefeitos da Bahia vão à Brasília protestar contra crise

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Cerca de 3 mil prefeitos brasileiros participaram nessa quarta-feira (22) da marcha em Brasília, em frente ao Congresso Nacional, em protesto contra crise financeira. Com 401 representantes, a Bahia possui grande representatividade no movimento que foi organizado pela CNM (Confederação Nacional dos Municípios). Pela tarde todos os gestores manifestantes seguiram até o Senado Federal (Auditório Petrônio Portela – localizado no Anexo II no Senado). De acordo com o presidente da União dos Municípios do Estado da Bahia (UPB), Eures Ribeiro, as prefeituras estão sem poder pagar décimo terceiro salário, honrar a folha de pagamento, assumir compromisso com fornecedores e realizar investimentos nos municípios. “Trata-se da maior marcha que o movimento municipalista já realizou. Os prefeitos exigem respeito e que, realmente, a União olhe para os municípios da Bahia e do Brasil”, afirma Eures. Para o prefeito de Santo Amaro, Flaviano Bomfim (DEM), essa foi uma grande oportunidade para apresentar pleitos importantes para o fortalecimento das cidades, que atualmente estão perdendo arrecadação e sofrendo com a crise econômica do país. “Com o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, pude trocar experiências e vários outros prefeitos e dirigentes no sentido de tentar minimizar esses impactos em Santo Amaro, bem como fortalecer o movimento municipalista que é de extrema importância para nós”, destacou Flaviano.

Veja também: