Mesmo com crise Amargosa bate recorde em geração de emprego

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
LinkedIn

Mesmo com à crise que castigou todo o país e diversos municípios do estado a cidade de Amargosa registrou um recorde na geração de novos postos de trabalho durante o ano de 2017. De acordo com dados divulgados, nesta sexta-feira (26), pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, foram criados 215 novos empregos no município entre os meses de janeiro e dezembro do último ano, o que levou Amargosa a ocupar o 25º lugar entre as cidades baianas que mais geraram vagas de trabalho.

Além de haver alcançado um dado histórico, o município vivencia uma mudança de rumo na curva de crescimento divulgada sistematicamente pelo Caged, uma vez que registrou em 2016 um recorde negativo neste indicador, com a perda de 555 postos de trabalho. Em 2015, Amargosa também encerrou o ano com o saldo negativo, registrando 195 empregos perdidos.
O prefeito Júlio Pinheiro comemorou a divulgação dos dados positivos para o município e reafirmou o compromisso em seguir ampliando as vagas de trabalho em Amargosa.

“Já esperávamos bons resultados por conta de todo o trabalho realizado neste primeiro ano de governo. Essa é uma vitória importante, pois é de conhecimento de todos a difícil situação financeira dos municípios baianos e também a necessidade da população por mais empregos”, disse. “Tenho muito a agradecer ao governador Rui Costa pela parceria e empenho para garantir investimentos como o frigorífico e a fábrica de calçados da Ferracini, os quais foram muito importantes para conquistar esse recorde”, destacou Júlio.

Veja também: