MP recebe mais de 600 denúncias sobre produtos com preços abusivos após enchentes no RS

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
LinkedIn

O Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS) autuou em ao menos 65 estabelecimentos que estariam comercializando produtos com preços abusivos durante a calamidade instalada no estado pelas chuvas e enchentes. O galão de 20 litros de água chegou a ser vendido, em alguns locais, por R$ 80.

Em todo o estado, o órgão recebeu 680 denúncias. Destes, 315 estabelecimentos já foram apurados. Os principais alvos de reclamações são mercados e postas de gasolina.

Outros locais, como farmácias, empresas de caminhão pipa e revendas de gás e água, também foram denunciados nos municípios de Porto Alegre, Gravataí, Viamão, Cachoeirinha, Canoas e Alvorada, na Região Metropolitana.

De acordo com o promotor de Justiça Alcindo Luz Bastos da Silva Filho, o MP precisou criar um e-mail específico para este tipo de denúncia por conta dos altos números de casos.

“Percebemos que o consumidor precisa ter um canal rápido para denunciar quando se depara com um produto comercializado acima do preço, ainda mais nesse momento de crise”, afirmou o promotor de Justiça em comunicado.

As reclamações podem ser feitas através do canal criado pela instituição, – o e-mail precoabusivo@mprs.mp.br – onde os consumidores podem relatar casos de aumentos ocorridos depois das enchentes que atingiram o estado gaúcho.

Veja também: