PF pede abertura de inquérito contra Nikolas, que chamou Lula de ‘ladrão’ na ONU

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
LinkedIn

O Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu um pedido da Polícia Federal (PF) para a abertura de inquérito contra o deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG) por chamar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de “ladrão”. O caso está na mesa do ministro Luiz Fux.

Em novembro, o próprio presidente da República encaminhou um ofício ao Ministério da Justiça sobre o discurso de Nikolas, acompanhado do pedido de apuração. Lula declarou que o conteúdo tinha “temática ofensiva” à honra dele e poderia ser caracterizado como crime de injúria.

A ofensa foi disparada na Cúpula Transatlântica da Organização das Nações Unidas (ONU). Ao discursar no evento, realizado em novembro de 2023 em Nova York (EUA), Nikolas disse que Lula era “um ladrão que deveria estar na prisão. A fala foi feita após citação à ativista Greta Thunberg e ao ator Leonardo Di Caprio, a quem, segundo o deputado, “apoiaram nosso presidente socialista chamado Lula”.

Veja também: