Por direitos trabalhistas, professores fazem nova paralisação em universidades estaduais

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Uma nova paralisação de 24 horas foi deflagrada, nesta terça-feira (28), nas quatro universidades estaduais da Bahia. O ato é motivado por reajuste salarial e direitos trabalhistas. As informações são da Associação dos Docentes da Universidade Estadual da Bahia (Aduneb). No bairro do Cabula, em Salvador, professores distribuiram panfletos com as reivindicações.

As aulas foram interrompidas nas universidades na capital baiana (Uneb), Feira de Santana (Uefs), Santa Cruz (Uesc) e Sudoeste (Uesb). De acordo com a Aduneb, existe também um indicativo de greve. Os professores cobram aumento de 30,5% e recomposição inflacionária. Além disso, querem a elevação do orçamento das universidades para 7% da Receita Líquida de Impostos (RLI).

Veja também: