Presidente da CBPM diz que empresa controladora da Ponte Dom Pedro II “Debocha” com os baianos

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
LinkedIn

O Recôncavo Online foi o primeiro Site a denunciar os desmandos e abandono da empresa VLI, controladora da malha ferroviária da Bahia incluindo a conservação da Ponte centenária Dom Pedro II. Após vexame que causou comoção em todo o estado com o descarrilamento do trem na ponte e bloqueou o transporte de pessoas e escoamento da produção fez presidente da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM) a manifestar-se em ofício junto ao ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio Cunha Filho.
– Espera-se que o Minfra posicione-se na defesa dos interesses dos Estados por onde os trens devem trafegar com o mesmo ‘entusiasmo’ demonstrado quando observou a inadequação dos serviços prestados na Rodovia Federal BR-324, cuja intervenção imediata foi defendida pelo então ministro Tarcísio de Freitas, sob o argumento que esta ‘faz deboche’ com o povo baiano – declarou o presidente da CBPM, Antonio Carlos Marcial Tramm, distinguindo-se aqui o substantivo “deboche” no sentido de escracho em relação ao apreciado gênero musical criado por Luiz Caldas.

O ofício, copiado para a Agência Nacional de Transportes (ANTT), ressalta uma coleção anterior de documentos similares enviados às autoridades federais, sem nenhuma medida ter sido efetivada, até então.

Estes e outros eventos, como furtos de trilhos e a gradativa desmobilização da infraestrutura ferroviária também foram denunciados pela CBPM, na condição de defensora da mineração, amplamente prejudicada pelos problemas de logísticas.

Veja também: