Promotor que comandou a Operação Adsumus toma posse no Conselho Nacional de Justiça

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
LinkedIn

O promotor de Justiça do Ministério Público do Estado da Bahia João Paulo Schoucair, que comandou a Operação Adsumus, tomou posse, nesta terça-feira (21), no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Ele é o primeiro integrante do MP baiano a fazer parte do CNJ. João Paulo representará os ministérios públicos estaduais no órgão colegiado durante o biênio 2022-2024. A cerimônia foi realizada na sede do Conselho, em Brasília, em sessão conduzida pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do CNJ, ministro Luiz Fux. A posse foi prestigiada pela presidente do Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais de Justiça do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG), Norma Cavalcanti.
urante a posse, o ministro Fux disse que a experiência de João Paulo trará inestimável contribuição às ações, políticas públicas e projetos do CNJ.

Com a chegada de João Paulo Schoucair, o CNJ completou a bancada formada por 15 conselheiros. Ele é promotor de Justiça desde 2004 e coordena atualmente o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado e Investigações Especiais (Gaeco) do Ministério Público da Bahia e, desde 2018, atua como membro auxiliar da Procuradoria-Geral da República.

Também prestigiaram a posse o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins; o PGR Augusto Aras; o vice-presidente da Associação de Magistrados Brasileiros (AMB) Ney Alcântara; a vice-presidente da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra); o 1º vice-presidente da Associaçao dos Membros do Ministério Público (Conamp), Tarcísio Bonfim; a procuradora-geral de Justiça Adjunta do MPBA Wanda Valbiraci Figueiredo; o chefe de gabinete do MPBA, promotor de Justiça Pedro Maia; e o presidente da Associação do Ministério Público do Estado da Bahia (Ampeb), promotor de Justiça Adriano Assis.

Veja também: