Reunião para cessar-fogo na Ucrânia termina sem acordo

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
LinkedIn

A terceira rodada de negociações russo-ucranianas, realizada nesta segunda-feira, 7, em Belarus com o objetivo de encontrar uma solução para o conflito na Ucrânia, terminou sem acordo de cessar-fogo.

Segundo o representante russo, Vladimir Medinsky, o encontro não esteve “à altura das expectativas” de Moscou. “Esperamos que da próxima vez possamos fazer um avanço mais significativo”, acrescentou ele em uma entrevista coletiva transmitida pelo canal de televisão público russo Rossia 24

Já o porta-voz da delegação ucraniana, o conselheiro presidencial Mykhailo Podoliyak, afirmou que há uma “pequena e positiva” melhora. “Continuamos com as consultas intensivas sobre o bloco político básico dos regulamentos, juntamente com um cessar-fogo e garantias de segurança”, disse.
O encontro ocorreu em Belarus, país aliado do presidente russo, Vladimir Putin. A conversa começou pouco depois do meio-dia desta segunda-feira (7/3), pelo horário de Brasília.

Autoridades norte-americanas de segurança calculam que a Rússia mantém 150 mil soldados no território ucraniano. A invasão ao país começou em 24 de fevereiro.

Nesta segunda-feira, segundo informações da agência internacional de notícias Reuters, um integrante da cúpula da defesa dos Estados Unidos apresentou a estimativa, sob condição de anonimato.

Os militares, antes mesmo da invasão, estavam na fronteira do país. O presidente russo, Vladimir Putin, justificava a presença como “exercícios militares”.

Veja também: