União Europeia reage a ameaça nuclear de Putin: “Inaceitável”

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
LinkedIn

Após o presidente da Rússia, Vladimir Putin, mencionar o seu poderio nuclear de maneira ameaçadora, a União Europeia reagiu e classificou a provocação do Kremlin como “uma aposta inaceitável”. A declaração foi dada por meio do porta-voz da Comissão Europeia, Peter Stano.
“Putin está fazendo uma aposta nuclear muito perigosa. Ele está usando o elemento nuclear como parte de seu arsenal de terror, é inaceitável”, defendeu Stano, em entrevista à imprensa internacional.

Stano acrescentou que os “referendos falsos e ilegais” planejados em Luhansk, Donetsk, Kherson e Zaporizhzhia, cidades ucranianas tomadas pela Rússia, neste fim de semana não serão reconhecidos.
Os países membros da União Europeia estão debatendo como responder aos últimos acontecimentos na guerra da Rússia na Ucrânia, segundo Peter Stano. Ele adicionou que a Rússia será informada de que haverá “consequências de nossa parte”, em uma eventual ofensiva nuclear.

Em pronunciamento à população, nesta quarta, Putin decretou a primeira mobilização do país desde a Segunda Guerra Mundial. A intenção do Kremlin é convocar 300 mil cidadãos reservistas, com experiência militar, para auxiliar no confronto contra a Ucrânia, em guerra que persiste desde fevereiro deste ano.

Na mesma declaração, Putin afirmou que pode usar armas nucleares caso a soberania do país seja ameaçada. “Isso não é um blefe”.

Veja também: