Vereadora de oposição desaparece prejudicando mais 16 mil famílias de Candeias

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

A câmara de vereadores de Candeias aprovou na última sessão ordinária (28), o Projeto de Lei Nº 59/2017, de autoria do Poder Executivo – que trata da reforma do Código Tributário. O novo código vai beneficiar mais de 16 mil moradores da cidade que não vão pagar mais IPTU, além de isenções na taxa de iluminação, dividas fiscais perdoadas e redução em taxas para comerciantes locais. A surpresa se deu quando uma vereadora da oposição, Rita Loura (DEM), desde a última segunda-feira (02) sumiu da cidade e das atividades legislativas para assinar o PL e consequentemente ser encaminhado para a sanção do prefeito Dr. Pitagoras (PP). De acordo com vereadores da base governista a vereadora entrou com ação contra o presidente da casa, Fernando Calmon (PSD), e contra o prefeito. Segundo ainda os vereadores caso o projeto não seja sancionado até essa quarta-feira (04) a prefeitura não poderá garantir todos os benefícios do novo código e deixará de arrecadar recursos importantes oriundos do governo federal. Por um capricho e rivalidade meramente política a vereadora Rita Loura vai prejudicar 16 mil famílias da cidade, comprometer o orçamento municipal e diretamente nos investimentos que a prefeitura já planejava em fazer com o ajuste do novo código tributário. Independente da assinatura da vereadora sumida o presidente da câmara de Candeias, Fernando Calmon, tem o dever de enviar o projeto aprovado para ser sancionado pelo prefeito.

Veja também: