Cachoeira: Prefeita reage em defesa de baiana de acarajé após ato de intolerância religiosa

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

A prefeita de Cachoeira (BA), Eliana Gonzaga (Republicanos), protestou contra o que chamou de “ato de preconceito e intolerância religiosa” sofrido pela baiana de acarajé Eliane de Jesus, em Salvador. No último sábado (16), no Centro Histórico, turistas a chamaram de “preguiçosa” e “macumbeira”.
Eliana Gonzaga, que é a primeira prefeita negra de Cachoeira, pontuou que “é um absurdo esses atos de preconceito e intolerância religiosa acontecerem em pleno século XXI. “Presto minha solidariedade a Eliane de Jesus, até porque eu já fui vítima de preconceito”, ressaltou, em nota.

Eliane de Jesus afirmou que está “muito indignada e ferida com isso, porque é intolerância religiosa”. O vídeo com a agressão foi postado nas redes sociais. Um dos turistas, Ludvick Rego, pediu desculpas pelo ato.

Durante a campanha eleitoral, no ano passado, Gonzaga sofreu ataques racistas.
Bnews

Veja também: