Cachorro que vivia nas ruas ganha cortejo fúnebre em Cruz das Almas

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
LinkedIn

A morte de um cachorro causou uma grande comoção na cidade de Cruz das Almas, no recôncavo da Bahia. Conhecido como “Gordo”, o animal vivia nas ruas e era muito querido pela população.

Para marcar a despedida e homenagear o animal, moradores do município organizaram um cortejo fúnebre e um sepultamento para ele, com direito a caixão, flores e camisa com foto dele, na quarta-feira (9).

Segundo um perfil criado no Instagram para o cachorro, Gordo foi diagnosticado com insuficiência renal. Ele chegou a ficar internado alguns dias no Hospital Veterinário da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), que funciona na cidade, mas não resistiu.

O animal morreu na terça-feira (8). Em um vídeo postado na rede social, a cuidadora de animais Karina Brito, que estava responsável por Gordo, deu a notícia.

Em um triste relato, Karina contou que Gordo tinha virado uma “estrelinha” e anunciou que iria viabilizar as cerimônias em homenagem a ele, enquanto chorava.

“Nosso gordo se foi, virou estrelinha. Recebi agora a notícia da diretora do Hospital Veterinário. Estou indo para lá, tomar todas as providência para que ele tenha dignidade. Que ele tenha um enterro digno, porque ele merece”, disse.

Horas depois, a cuidadora de animais confirmou o sepultamento e convocou os seguidores.

“Já fui lá me despedir do Gordinho. Ele teve dignidade. Eu estou aqui correndo atrás. Já está tudo certo para nós fazermos o cortejo fúnebre, porque ele merece e ele vai ter. Ele vai ter caixãozinho”, contou a cuidadora de animais.

Nas redes sociais, as mensagens de luto pela morte de Gordo se acumularam. Várias pessoas postaram mensagem lamentando a perda do animal.

“Ele merece. Ainda merece uma estátua na praça. Espero que o prefeito da cidade reconheça”, escreveu um morador.

“Que pena, era um dog bem dócil e alegre”, pontuou outro.

O enterro do cachorro foi realizado em um sítio, na zona rural da cidade. Com a presença de amigos e a cuidadora de animais, o cortejo passou por alguns lugares da cidade, até chegar ao local onde Gordo foi enterrado.

Veja também: