Em nova crítica, ministro diz que Via Bahia é ‘pior concessão no Brasil’

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, voltou a criticar a concessionária Via Bahia, durante audiência na Câmara dos Deputados na terça-feira (22). Ele disse que se trata da “pior concessão do Brasil”, voltou a acenar com a possibilidade de intervenção federal e diz que a empresa faz “deboche com a população”. “A Via Bahia é um caso sério: a pior concessão no Brasil. Não dá mais para suportar”, detonou.

“Estamos planejando uma intervenção na Via Bahia. Pode ser o primeiro caso de intervenção federal numa concessão. A gente deve assumir o controle da concessão e varrer do mapa aquela concessionária, porque é um deboche o que a Via Bahia faz com a população”, afirmou Tarcísio. Ele se referia a uma proposta de passar o valor do pedágio na BR-116 e na BR-324 para R$ 14 – hoje, o valor é de R$ 5,10 na BR-116 e R$ 2,90 na BR-324.

“Não vamos aceitar isso”, disse o ministro. “É um tapa na cara do usuário”. Ele diz que a empresa arrecadou 90% das receitas previstas no plano de negócios, mas não fez qualquer obra prevista em contrato, além de só fazer 30% de investimentos previstos por meio de fluxo de caixa marginal.

As disputas em relação ao contrato levaram a uma batalha jurídica e até agora as primeiras decisões da Corte Arbitral canadense favoreceram a União.

Em nota, a Via Bahia reafirma que tem interesse em seguir administrando a BR-116 e a BR-324 e diz que tem “debatido os pleitos com o governo federal em Câmara de Arbitragem”. “A empresa reforça o compromisso com o debate técnico e legal a fim de encontrar uma solução benéfica para a população da Bahia e todas as partes envolvidas no empreendimento”, diz o texto.

Correio

Veja também: