Maia diz que ACM Neto usou a filiação dele ao DEM como moeda de troca com Bolsonaro

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Após ser expulso do Democratas, o ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia direcionou duras críticas a ACM Neto, presidente nacional da sigla, que até pouco tempo eram grandes amigos. Nas redes sociais, Maia disse o ex-prefeito de Salvador de tentar calá-lo e o chamou de “Torquemada Neto”.

“O DEM decidiu me expulsar de seus quadros. O presidente Torquemada Neto, usando o seu poder para tentar calar as merecidas críticas à sua gestão, tomou essa decisão. É lamentável o caminho imposto pelo Torquemada para o partido”, escreveu.

O ex-presidente da Câmara ainda acusou ACM Neto de “deslealdade” e “falta de caráter” ao contar que o partido utilizou a filiação dele como “moeda de troca” junto ao governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Não só por isso, mas também pela sua deslealdade e falta de caráter, pedi a minha desfiliação. O partido diminuiu. Virou moeda de troca junto ao governo Bolsonaro. Agora é virar a página e juntar forças para um projeto de desenvolvimento do Brasil e em prol dos brasileiros”, completou.

Veja também: