SFC: Unilab vai oferecer mestrado em Estudos de Linguagens: Contextos Lusófonos Brasil-África

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
LinkedIn

O Campus dos Malês da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), localizado no município de São Francisco do Conde, ofertará o mestrado em Estudos de Linguagens: Contextos Lusófonos Brasil-África. O edital do mestrado deverá ser publicado ainda neste ano e a expectativa é que a primeira turma seja iniciada no primeiro trimestre de 2022. Inicialmente, serão ofertadas 20 vagas nas seguintes linhas de pesquisa: Afrobrasilidades e Africanidades – Linguagens e Culturas; Estudos Linguísticos e suas interfaces; e Estudos das linguagens em contextos educacionais formais e não formais.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, destacou a importância da oferta do mestrado com estas interfaces na Bahia. “Este mestrado significa mais uma oportunidade de formação para os educadores baianos e possibilitará pesquisas riquíssimas, que muito irão contribuir para a valorização das nossas identidades e ancestralidades e, consequentemente, para o estudo da história e cultura indígena, afro-brasileira e africana na Educação Básica”, afirmou.

A diretora do Campus dos Malês da Unilab, Mírian Reis, falou que este é mais um programa de mestrado que abre portas para a formação continuada de docentes. “A gente entende que isso é um movimento importante para o Território do Recôncavo Baiano e da Região Metropolitana de Salvador, principalmente, para a qualificação das redes de Educação Básica no município e no Estado. Temos uma expectativa muito positiva como universidade pública que prima pela gratuidade, democracia do acesso e excelência no ensino, apresentar uma outra oportunidade de formação continuada de qualificação dos professores que já estão na rede. É muito significativo para nós, que carregamos no nome do nosso campus a memória dos Malês, que essa publicação aconteça hoje, honramos a Revolta dos Búzios, que foi mais um dos muitos movimentos de libertação ocorrido na Bahia, no final do século XVIII”.

Veja também: