Isaquias Queiroz leva a medalha de ouro nas Olimpíadas de Tóquio

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Isaquias Queiroz confirmou o favoritismo na conoagem e conquistou a medalha de ouro nesta sexta (06) para o Brasil nas Olimpíadas de Tóquio. Aos 27 anos, o baiano venceu a bateria final da C1 1000m.

Isaquias chegou a Tóquio cheio de expectativa. Afinal, já era o único atleta brasileiro que conquistou três medalhas em uma única edição de Jogos Olímpicos. O feito ocorreu na Rio-2016, quando ele levou duas pratas (C1 1000m e C2 1000m) e um bronze (C1 200m).

Após o quarto lugar no C2 1000m, Isaquias liderou suas baterias de quartas de final e semifinal no C1 1000m, muito à frente dos adversários, confirmando que era um dos favoritos na disputa por um lugar no pódio.

Em Tóquio, Isaquias havia ficado em quarto lugar no C2 1000m, prova que competiu com o parceiro Jacky Godmann. A dupla foi formada há quatro meses, porque o companheiro da prata em 2016, Erlan de Souza, sofreu uma lesão no quadril e não pôde disputar as Olimpíadas deste ano. Já a C1 200m saiu do programa olímpico. Ou seja, era a última chance de Isaquias conquistar a medalha no Japão.

Veja também: