Bolsonaro será chamado pelo TSE para depor

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

O ministro do TSE ( Tribunal Superior Eleitoral) Luís Felipe Salomão deve começar nesta terça-feira (3), a chamar todos os participantes de live em que Bolsonaro atentou contra o sistema eleitoral. Os trabalhos no inquérito aberto nesta última segunda-feira serão iniciados nesta terça. O objetivo é dar resposta às falas de Jair Bolsonaro, que fez ataques sem prova contra as urnas eletrônicas e ameaçou a realização de eleições.

 

Tanto o ocupante do Palácio do Planalto como o ministro da Justiça, Anderson Torres, serão chamados a depor. A investigação pode levar à inelegibilidade dos que atentam contra o sistema eleitoral, informa o Painel da Folha de S.Paulo. O TSE tomou duas medidas para frear Bolsonaro. Além da referida investigação, a corte eleitoral mandou a live para o inquérito de fake news, que corre no STF, sob relatoria de Alexandre de Moraes.

 

A resposta do TSE é a mais dura até aqui aos ataques de Bolsonaro e contrasta com o discurso ameno do presidente do STF, Luiz Fux. Está no TSE e seus ministros, em especial o presidente da corte, Luis Roberto Barroso, Salomão e Moraes, a responsabilidade por enquadrar Bolsonaro, que está ameaçado também de cassação depois da autorização do ministro do STF Alexandre de Moraes de compartilhamento de provas das fake news e dos atos antidemocráticos com ações do TSE.

Veja também: